terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

A OBRA DE DEUS E A HUMILDADE

Para aqueles e aquelas que se propõem a trabalhar na vinha do Senhor, na Obra do Senhor, participando da Igreja de Cristo, algumas coisas são indispensáveis e devem estar juntas: a experiência de Deus, o toque do Espírito e o mover do Espírito, o continuo aprendizado e o desejo de servir humildemente. As vezes temos ou nos apegamos à uma só destas partes e queremos nos justificar por uma ou outra; já vi ministérios nos quais a pessoa, bem intencionada, mas com um ponto de arrogância, dizia que "Jesus falou comigo" e seu ministério malogrou, logo depois ela e outras pessoas se davam conta que naquele agir não havia Deus. Cada um e cada uma de nós é um apóstolo, uma apóstola e devemos testemunhar a cada momento, em todos os lugares, Paulo nos diz que devemos aspirar aos Dons do Alto, mas nos alerta que devemos fazer tudo com ordem (cf 1Cor, 14, 40).
Paulo pergunta aos cristãos de Corinto: "Acaso é dentre vós que a Palavra de Deus tem o seu ponto de partida. Sois vós acaso os únicos que a receberam?" (1Cor 14, 36), esta é uma pergunta interessante: pois os cristãos e as cristãs de Corinto, que certamente estavam descobrindo no Espírito Santo de Deus a viver e testemunhar o Evangelho de Jesus Cristo, recebiam este Evangelho de Paulo, que por sua vez, recebera de outros...
É verdade que o Espírito sopra onde quer, por isso Ele tem soprado de muitas maneiras na Igreja de Cristo, desde o evento de Pentecostes, do qual Atos 2 nos dá testemunho. Graças a Deus que Seu Espírito não está limitado à uma classe de pessoas nem à uma denominação, mas Deus mesmo revela Suas coisas aos mais pequeninos. É isto que Ele tem feito nesta nova maneira de viver o Evangelho que a ICM propõe: ser radicalmente inclusiva; quando compreendermos que esta é a doutrina da ICM, que esta é a marca da ICM, nós estaremos livres de tantas doutrinas que não tem base no Evangelho, que nos fizeram tanto mal em outras denominações, que nos escravizavam na Lei, que nos excluíram ou nos trataram como cristãos e cristãs de segunda categoria, e estaremos capacitados para vivermos a liberdade do Evangelho, liberdade esta para a qual o próprio Cristo nos libertou, liberdade esta que nos convida a sermos santos e santas diante de Deus.
E a capacitação para este testemunho? Esta capacitação nos vem de muitas maneiras que se complementam: na escuta (leitura) orante da Palavra de Deus; na paciência e na humildade de ser discípulo, de querer mais aprender e menos ensinar; na convivência e troca de experiência com outros discípulos e outras discípulas do Senhor Jesus; na edificação mútua; na perseverança e no esforço em perseverar no caminho do Evangelho, não se desviando nem para a direita, nem para a esquerda, sobretudo não pensando em desistir a cada obstáculo ou dificuldade que se apresenta; no ser provado na fé quando as adversidades surgem, no renunciar a tudo o que nos prende ao passado, às experiências religiosas negativas e doutrinas que não são compatíveis ou se opõem ao Evangelho libertador e inclusivo de Jesus Cristo e à Salvação operada por nós e para nós por Cristo na Cruz.
A grande dificuldade nas comunidades "alternativas", é que há, as vezes, mais pastores do que ovelhas, todos querem ensinar, e poucos querem aprender; as vezes, as pessoas querem se servir da obra de Deus, por exemplo, a pessoa tem boa voz para cantar, então ela usa o momento do louvor na igreja para fazer o seu show, faz da igreja um palco e não um serviço à comunidade de fé, não o faz com humildade e reverência, as vezes a pessoa acha que não precisa ensaiar, que não precisa ter paciência com os outros irmãos ou as outras irmãs que louvam e adoram de maneira diferente; as vezes a pessoa quer cantar os hinos que ela gosta, ou que lhe tocam o coração; as vezes a pessoa ora demais, multiplicando as palavras. Ela quer sempre estar na frente, mas não se oferece para fazer a limpeza do templo, usa o microfone e deixa ali, pois pensa que há uma pessoa para servi-la, para guardar e conservar as coisas, e ela não se sente responsável por estas tarefas humildes.
Para recebermos os frutos que Deus quer nos dar em um lugar, na ICM por exemplo, precisamos amar a ICM, amar cada coisa que está aqui, cada pessoa, cada copo que usamos para beber água, amar cada cadeira; santificar este lugar em todos os momentos, com nossa postura e se perguntar: o que eu disse ao irmão ou à irmã, está santificando este lugar? Como eu olho para o irmão ou a irmã, está santificando este lugar? Como eu olho para os visitantes, está santificado este lugar? O que eu penso a respeito do irmão e da irmã, está santificando este lugar? Temos que saber colher estes frutos, não para nos fartarmos de maneira egoísta, mas para compartilhar, para alimentar a todos e todas e para comermos juntos, degustando, nos alimentando para a Vida Eterna e agradecendo ao Bom Deus pois é apenas por Sua Misericórdia e Graça que nós estamos onde estamos e somos quem somos, e se somos assim, se somos neste lugar, é porque Ele pensou em nós em Seu amor, para que o adoremos e façamos o bem aos nossos irmãos e irmãs que Ele mesmo coloca em nosso caminho, na nossa vida, para juntos, conquistarmos o Reino de Deus que não é deste mundo, mas que já está entre nós e deve se manifestar, se apresentar quando nos reunimos para adorar a Deus e servir aos irmãos na igreja.
Todo o ensinamento dado por Jesus aos discípulos, todas as recomendações e a preparação que os discípulos receberam ao longo de três anos de intensa e íntima convivência com Jesus, se resume na tentativa de Jesus ensiná-los a ser capazes de amar as pessoas, todas elas, colocando-se como servos, como servidores, com humildade.
A Igreja de Cristo tem um único e ao mesmo tempo duplo olhar: Deus e o próximo. O que Deus é para nós, como O percebemos e a necessidade de nossa união com Ele passa pelo encontro honestamente fraterno com o outro, a outra, não importa quem seja este outro.
Queremos fazer bem feito a obra de Deus? Aprendamos com Jesus o que Ele disse que deveríamos aprender com Ele: "aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração" (cf Mt 11, 29) e São Paulo nos recomenda, em Colossences 3, 12: "revesti-vos dos sentimentos de compaixão, benevolência, humildade, doçura, paciência", e Tiago nos alerta que "Deus resiste aos orgulhosos, mas mostra-se favorável aos humildes" (cf Tg 4,6); portanto, quer receber os favores de Deus? Então te coloques diante dos irmãos com honesta e verdadeira humildade. Porque não recebes as bênçãos de Deus? Porque não sabes ser humilde com teus irmãos e irmãs.
O que precisamos para ser santos diante de Deus? Muitas coisas, mas se começarmos com mansidão e humildade, teremos a base, teremos andado um bom caminho no crescimento espiritual, no autêntico serviço na Obra de Deus e teremos, sobretudo nos capacitado a amar aos irmãos, para podermos amar a Deus; pois não nos enganemos, que ninguém se engane: não é com palavras arrogantes, maldosas, com rispidez, com atitudes orgulhosas, que estaremos amando a Deus e servindo a Obra dele.
Quer ser um bom seguidor de Jesus Cristo? Quer ser uma boa seguidora de Jesus Cristo? Submeta teu espírito à paciência, à mansidão, à humildade, à afabilidade, quer trabalhar na obra de Deus? Pense que ainda não és totalmente capaz, que ainda precisas ser moldado, como o vaso na mão do oleiro. Queres ensinar? Pense que ainda precisas aprender muitas coisas, sobretudo precisas aprender a controlar teus impulsos, teu egoísmo, tua vaidade. Comece exercitando a humildade, escolhendo o último lugar, fazendo aqui dentro desta igreja o trabalho mais humilde, não querendo logo vir para a frente pregar, dirigir o culto, ensinar os outros, e o que é pior, não pense que é o mais santo, o mais experiente, que tens capacidade de corrigir os outros, julgando teu pastor, a liderança da igreja ou os outros irmãos e irmãs.
Pratique as pequenas virtudes de teu estado, não dizes que diante de Deus não és nada? Pois então comece a agir como um pequeno diante de Deus: coloque humildade em cada palavra, em cada olhar, em cada gesto, em cada pensamento e se falhares, peça perdão, sinceramente, ao teu irmão, à tua irmã, e á Deus.
Comece a ser cortês, bem educado, tendo palavras afáveis e jamais ria das dificuldades dos outros, jamais aponte as fraquezas dos outros; e sinta-se amaldiçoado por Deus, se você espalhar os pecados dos outros, pois Jesus disse que tudo o que fizéssemos ao menor dos irmãos dele, era para Ele que estaríamos fazendo.
A verdadeira caridade, o verdadeiro amor e a verdadeira humildade diante de Deus, consiste em suportar todos os defeitos dos outros, sobretudo dos irmãos e das irmãs da Igreja, não alardeando as fraquezas, mas crescendo com as virtudes dos outros e procurando ajudar, mas nunca a piorar as situações. Nunca seremos capazes de amar aos outros, às outras, como Deus mesmo os ama, e se Deus ama, porque eu não vou amá-lo?
Algumas pessoas precisam ser corrigidos com amor, mas será que e você que deve fazer isso? Será que Deus mesmo não colocou ouras pessoas na Igreja com esta função? Será que é você o predestinado por Deus para corrigir os irmãos e as irmãs, ou será que não é de você que Jesus falou no Evangelho de Mateus 7, 1-5: “Não julguei para não serdes julgados. Pois vocês serão julgados com o mesmo julgamento com que vocês julgarem, e serão medidos com a mesma medida com que vocês medirem. Por que você fica olhando a palha do olho do teu irmão, e não presta a atenção ao galho que está no teu olho? Ou como você se atreve a dizer ao irmão: ‘deixe-me tirar a palha que está no teu olho’, quando você mesmo tem um galho no teu? Hipócrita, tire primeiro a trave do seu próprio olho, e então você enxergará bem para tirar a palha do olho do teu irmão” (cf Lc 6, 41-42).
Se por acaso perceberes algo errado, que algum irmão ou irmã está dando um mau testemunho, sendo pedra de tropeço, fale com seu Pastor, ele é a pessoa colocada por Deus para esta função na Igreja, e juntos, vocês discernirão, com as luzes do Espírito Santo, se aquilo que você percebe é real mesmo, ou não é apenas o maligno, o inimigo da Obra de Deus agindo em sua vida, que não estará te instigando contra o irmão e, você e seu Pastor perceberão juntos se você não está apenas pecando contra caridade falando mal do outro ou da outra e, se o irmão ou a irmão precisar ser corrigido, ele ou ela o será, mas pelo Pastor, que certamente fará isto com paciência e caridade, no temor do Senhor, sabendo que ele mesmo será julgado no Dia do Juízo.
Oremos para que sejamos de fato uma comunidade que segue os passos de Jesus, manso e humilde de coração, pois são bem aventurados os humildes, porque eles verão a Deus.
Deus nos chama para realizarmos a obra de salvação para todos e todas aqui nesta igreja, o que precisamos é apenas nos convertermos para Jesus e o aceitarmos como nosso Salvador e estarmos disponíveis para servir com humildade e alegria
Amem

Rev Gelson Piber
Pastor da ICM Niterói
icmniteroi@icmbrasil.org

8 comentários:

kaolel disse...

bonito texto. me fez refletir e ver o quanto o coraçãoda gente nos engana, e as vezes nos faz ser orgulhosos sem percebermos. Deus nos ajude e lhe dê mais sabedoria para sermos iluminados pelo Espirito Santo.
Pastor, te admiro muito pelo seu trabalho com pessoas homossexuais.

Anônimo disse...

olá
Eu moro em Natal RN tenho 20 anos.vocês tem um trabalho muito bonito. eu gostaria que esse trabalho pudesse se estender por todo o Brasil, para que nós que somos considerados doentes e recebemos das igrejas discriminação.
Mas eu tenho fé que esse trabalho será cada vez mais abençoado por Deus e ele concederá a nós homossexuais não só uma palavra de conforto, mas também um templo em que sejamos aceitos como ele nos fez e não como alguns querem que sejamos.
Que a benção de Deus esteja sobre todos vocês!

Anônimo disse...

Olá,
Gostaria de saber aonde vcs estão fundamentados sobre homossexual não ser pecado? Vocês fazem da Vontade de Deus, as suas próprias vontades? Contradizendo e envergonhando o evangelho? Não é preconceito da minha parte, pois sei o que a bíblia diz a respeito disso.Estou tentando enteder daonde vem essa ideologia moderna.
Obrigada!

Anônimo disse...

sou a mesma pessoa que escreveu aí em cima, caso queiram me responder, podem mandar para este email:
te.amo.primeiro@gmail.com

Obrigada mais uma vez!
E que o Espírito Santo abra os olhos de vocês, antes que seja tarde de mais!

A Fé da Razão é a Razão Fé (Adão M. Fernandes) disse...

Olá!

Prezado Sr. Gelson

Procurando Honestamente compreender os ensinos e o embasamento teológico sólido exegetico e contextualizado de tais ensinamentos como sabemos que convem analisar, devo confesar-lhe que por mais que eu tenha me esforçado na intenção de compreender tal ponto de vista eu seria um hipócrita se aqui afirma-se que a exegese dessa "teologia" faz algum sentido as referencias biblicas aqui citadas não se contextualizam com a ideia central de seu texto a não ser que esses versiculos sejam estritamente usados de forma isolada, mais convenhamos que se fossemos isolar versiculos da biblia sem uma correta analise texto e contexto encontrariamos uma falsa "base biblica" para: incestos, estupros, assasinatos, idolatria, roubos etc... sem falar que encontrariamos inclusive "bases bibliacas" bizarras para coisas do tipo: comer fezes, auto mutilação, beber veneno, dançar no fogo até para amaldiçoar a Deus e morrer dentre outros inumeros exemplos, sendo assim o sr. ha de convir comigo que se torna de certa forma muito facil submeter
"interpretações" a interesses pessoais ou "coletivos" não se esqueça que ao lado do infinito amor de Deus usado como falsa plataforma para tantas heresias mundo afora esta acompanhado de um outro atributo ifinito do carater de Deus: A sua Justiça! e isso se aplica a todos nós indistintamente
e em toda a biblia sagrada o carater de Deus esta alicerçado nesses dois principios: Justiça e Amor, peçolhe perdão se de alguma forma lhe pareci hostil mais é esse meu ponto de vista a respeito
de da ideia proposta por esse site.

desde ja colocome a inteira disposição para quaisquer esclareçimentos.

Adão M.F.

reles pecador e mendigo da graça de Cristo!

Soli Deo Gloria!

Fernando Gomes disse...

Desculpe se vocês acham que estou sendo preconceituoso... Mas não posso concordar com tal "doutrina"... Vi vocês no CQC e me pergunto: vocês já leram o primeiro capítulo do livro aos Romanos ? Está tudo lá...

assembleiabelem disse...

Qual o erro novo CD da damares (diamante)

http://www.blog.assembleiabelem.br22.com/musica4.html

Saiba alguns significado de algumas palavras em nosso blog, aprenda para ensinar

Aproveite e Acesse nosso site

http://www.assembleiabelem.br22.com

Anônimo disse...

Gostei muito! Quero muito conhecer essa igreja, pena que sou de São Paulo.